segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Sofrer por sofrer

Image and video hosting by TinyPic
Porquê o Sol se põe todos os dias?

A Lua é fria e sem cor.

Só eu nunca tenho alegrias,

Só eu vivo sem amor.



Solidão que só eu sinto.

A minha alma é sombria.

Cheia de sangue e absinto,

Negra, escura e fria.



Tomara ser diferente,

Mas este ser-se constante,

Alma perdida errante,

No caminho certo e crente.



No sentir e na mente,

Palavras soam a eco,

Quanto o outro lado sente,

A qualquer preço se vende,

A qualquer preço é um boneco.


Manuela




Desligue o mp3player ao lado

Imagem Olhares.com

3 comentários:

tossan® disse...

Gostei do teu lado obscuro. Nem tanto obscuro assim, mas obscuro. Belo poema! Beijo

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Amei querida, isto aqui está um arrazo!
Vim para me despedir, estou saindo para umas férias loucas e divinas.
Um beijo querida, aproveito para desejar um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de amor e paz.
beijossssss
eu volto!

Sonhadora disse...

Manuela
Belo poema...cheio de nostalgia mas belo.

Beijinhos
Sonhadora