domingo, 19 de fevereiro de 2012

Poema Albatroz


Sentir-se só e ter quem nos ama
Que controverso sentimento
Será má vontade minha
Ou um mero desprendimento
Nascemos sós...morremos sós
No fundo do ser cada um sabe
Como o pensamento voa....se voa
Um coração que no peito se abre
Como um albatroz solitário
Voando no mar sem fim
Assim é o meu pensamento
Assim te escondo em mim

Manuela

5 comentários:

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Que lindo amiga, o trevo, e a poesia? Toca fundo na alma...esta minha alma...
Beijos e um carinho

A.S. disse...

Senti um albatroz solitário, ansiando pelos mais ousados voos!...

Belo o teu poema!
Beijos,
AL

Manuela disse...

Obrigado por ter gostado Martha, beijinhos
Manuela

Manuela disse...

Obrigado A.S....volte sempre :)

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Passando para desejar uma ótima semana
Martha