segunda-feira, 26 de abril de 2010

As mãos


Carícias de Amor,
Gestos gentis que percorrem o meu corpo,
Volta amor,
Eu sei Quem és para mim.
Haja o que houver, seremos Amor até ao fim.

Levanta a tua face e olha-me
Beija a minha boca devagarinho.
Desejo-te sempre em mim.
Meu Amor, meu carinho.

Quantas vezes desejei,
Ter-te perto do meu coração.
Apertar-te nos meus braços.
Sentir o veludo da tua mão.

Um Mar de Amor gira em nós.
Sempre seremos só um.
Amigo, irmão e esposo.
Como tu não há nenhum.

Amor para Sempre.
Eternamente.



Manuela






Phil Collins-In the airTonigth
Imagem Olhares.com

4 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindissimo hino de amor.
que seja eterno.

beijinhos com carinho
Sonhadora

Paulo disse...

Oi Manuela:)!! Desculpe, só agora que vi tua mensagem no email! Parabens por este belo espaço e também pelo belo poema!! Eu também tive uma fase mais ou menos assim em minha poesia! Tenha uma ótima noite! Vou adicionar este espaço em meus favoritos se voce não se importa! Beijos!;)

Je Vois la Vie en Vert disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cadinho RoCo disse...

Ao amor o nosso mais vasto carinho
Cadinho RoCo